Notícias » Singapura

Governo de Singapura promete auxílio para recém-nascidos na pandemia

A fim de incentivar a concepção de crianças em tempos de Coronavírus, o país criou um bônus financeiro bastante específico

Pamela Malva Publicado em 06/10/2020, às 17h30

Imagem meramente ilustrativa de berço
Imagem meramente ilustrativa de berço - Divulgação/Pixabay

Nos últimos meses, devido ao surto pandêmico do Coronavírus, Singapura registrou uma intensa queda em sua taxa de natalidade. Para incentivar a população, então, o governo decidiu por implementar um novo bônus, destinado às famílias com recém-nascidos.

Segundo noticiado pelo UOL, o país asiático apresenta um dos menores índices de natalidade do mundo, o que só piorou com as incertezas da pandemia. De acordo com as mais recentes estatísticas do governo, são 1,14 nascimentos por cada mulher.

Dessa forma, o auxílio será entregue exclusivamente para famílias que tiverem bebês recém-nascidos, conforme foi anunciado pelo vice-primeiro-ministro do país, Heng Swee Keat. O benefício, cujo valor não foi divulgado, ainda deve ser somado à outros bônus já distribuídos pelo governo — no país, recebe-se mais de 40 mil reais por cada bebê.

Segundo Heng Swee, a ideia é “ajudar nas despesas durante este período” de pandemia. Em Singapura, a taxa de infectados é baixa, graças às políticas de contenção. Ainda assim, as famílias ficam em dúvida sobre o futuro econômico do país e pensam duas vezes antes de colocar um novo bebê no mundo.