Notícias » Brasil

Governo libera vacinação para crianças de 5 a 11 anos

Confira como funcionará a imunização para a nova faixa etária!

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 05/01/2022, às 18h16

Ministro Marcelo Queiroga em entrevista coletiva (2021)
Ministro Marcelo Queiroga em entrevista coletiva (2021) - Getty Images

Após diversas discussões sobre a vacinação infantil contra a Covid-19, o Ministério da Saúde revelou nesta quarta-feira, 05, as regras definitivas para a imunização dos brasileiros entre 5 e 11 anos.

O assunto gerou enorme polêmica nos últimos dias, devido as inúmeras opiniões relacionadas à exigência de recomendação médica, a maneira como a vacina funciona nos organismos de crianças e as mudanças feitas aos imunizantes.

Vale ressaltar que a vacinação para pessoas abaixo dos doze anos foi aprovada pela Anvisa na segunda quinzena de dezembro de 2021, no entanto, para a distribuição, era necessária a aprovação do Governo, que havia dado declarações controversas em relação a isto. 

No entanto, uma aliança foi forjada com base na segurança dos imunizantes, como relatou o ministro da Saúde Marcelo Queiroga durante uma coletiva de imprensa sobre o assunto.

“Isso foi testado através de ensaios clínicos e já logrou aprovação em agências sanitárias respeitáveis, a exemplo do FDA [agência dos Estados Unidos], da Agência Europeia de Medicamentos, e agora teve o aval da Anvisa. Portanto, a Anvisa atestou a segurança regulatória", apontou.

Como funcionará?

Para a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos, a exigência de uma receita médica — que era a maior discussão em torno deste assunto — foi excluída, embora Queiroga orientou que os pais "procurem a recomendação prévia de um médico antes da imunização".

Além do mais, a criança poderá ser imunizada sem a necessidade de uma autorização, caso seus pais ou responsáveis estejam presentes no momento da imunização. 

Segundo o planejamento governamental, as vacinas devem começar a ser distribuídas na segunda quinzena de janeiro e em ordem decrescente de idade, começando com as crianças de onze anos até chegar nas de cinco. As informações vêm da cobertura do portal g1.