Notícias » Rússia

Governo russo admite uso de míssil hipersônico em conflito na Ucrânia

O país já havia feito inúmeros testes usando a tecnologia de guerra

Ingredi Brunato, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 19/03/2022, às 12h14

Imagem de um teste de míssil realizado pela Rússia anteriormente
Imagem de um teste de míssil realizado pela Rússia anteriormente - Divulgação/ Youtube/ UOL

As tropas russas recentemente realizaram um ataque à Ucrânia utilizando mísseis hipersônicos, informação que foi confirmada pelo próprio Ministério da Defesa da Rússia neste sábado, 19. 

Essa teria sido a primeira vez que o item de artilharia é usado durante o conflito, e seu objetivo foi a destruição de um armazém subterrâneo que guardava armas ucranianas. 

Mísseis hipersônicos, vale explicar, são capazes de alcançar uma velocidade cinco vezes maior que aquela necessária para quebrar a barreira do som, e já foram chamados de "invencíveis" pelo governo de Putin, conforme repercutido pelo O Globo.

"O sistema de mísseis de aviação Kinzhal, com mísseis balísticos hipersônicos, destruiu uma grande instalação subterrânea de armazenamento de mísseis e munição de aviação das tropas ucranianas em Delyatin, região de Ivano-Frankovsk", descreveu Igor Konashenkov, que é um representante do governo russo. 

A Rússia tem enfrentado grande pressão internacional para interromper sua invasão ao território ucraniano, o que tem se manifestado através de sanções econômicas, boicotes de companhias ao Kremlin, e assembleias das Nações Unidas