Notícias » Entretenimento

Grammy Awards é adiado após disparo em casos de covid-19 nos EUA

A premiação mais importante da indústria fonográfica estava marcada para 31 de janeiro

Wallacy Ferrari Publicado em 06/01/2022, às 10h43

Foto enfatiza troféu entregue aos vencedores da premiação
Foto enfatiza troféu entregue aos vencedores da premiação - Divulgação / The Recording Academy GRAMMYs

A Recording Academy, organizadora da cerimônia do Grammy Awards juntamente com a emissora norte-americana CBS, acordaram um adiamento do evento agendado para o final deste mês após o disparo nos aumentos de casos do novo coronavírus em decorrência da disseminação da variante ômicron nos Estados Unidos.

A medida foi anunciada através de um comunicado no site da premiação, visando a integridade dos convidados.

“Após cuidadosa consideração e análise com autoridades municipais e estaduais, especialistas em saúde e segurança, a comunidade artística e nossos muitos parceiros, a Recording Academy e a CBS adiaram o 64º GRAMMY Awards Show”, apontou.

A cerimônia costuma receber diversos artistas de todo o mundo em apresentações ao vivo e entregas de troféus, sendo o do Grammy marcado por uma miniatura de um gramofone dourado. Em 31 de janeiro, a cerimônia estava programada para acontecer na Crypto.com Arena, antigamente conhecida como Staples Center, em Los Angeles, na Califórnia.

“A saúde e a segurança daqueles em nossa comunidade musical, do público ao vivo e das centenas de pessoas que trabalham incansavelmente para produzir nosso show continua sendo nossa prioridade. [...] Estamos ansiosos para celebrar a Biggest Night® da música em uma data futura, que será anunciada em breve”, acrescentou a nota oficial.