Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

As gravações em cilindros de cera que serão reveladas pela Biblioteca de Nova York

As mensagens, até então desconhecidas, foram registradas em cilindros de cera, artefatos antigos para gravação de sons

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 31/05/2022, às 12h32

Fotografia de cilindro de cera e seu invólucro, que costuma trazer informações sobre o conteúdo da gravação - Divulgação/ New York Public Library
Fotografia de cilindro de cera e seu invólucro, que costuma trazer informações sobre o conteúdo da gravação - Divulgação/ New York Public Library

O fonógrafo é considerado o primeiro aparelho para gravação de sons a ser comercializado. Inventado pelo famoso empresário e cientistaThomas Edison em 1877, o objeto tornou-se popular em 1890. Ele usava curiosos cilindros de cera para registrar áudio, de forma semelhante a um CD. 

A Biblioteca Pública de Nova York, por sua vez, possui dezenas desses cilindros em seu acervo, todavia muitos desses artefatos centenários tornaram-se frágeis ao longo do tempo, e podem ser danificados caso manuseados ou inseridos em um fonógrafo para serem ouvidos, segundo repercutido pela revista Superinteressante. 

Dessa forma, as mensagens guardadas pelos objetos permaneciam um mistério. Isso, ao menos, até a instituição norte-americana adquirir um aparelho batizado de "Endpoint Cylinder and Dictabelt Machine".

Encontro entre passado e futuro

O instrumento consiste em uma versão moderna de um fonógrafo, sendo capaz de acessar as gravações nos cilindros de cera sem causar mais danos a esses itens históricos.

O dispositivo ainda permite que registros sejam digitalizados, de forma que no futuro seja possível ouvi-los sem depender do meio original onde o áudio foi capturado. A Biblioteca de Nova York pretende disponibilizar as gravações ao público quando terminar de desvendá-las, o que ainda pode levar alguns anos devido à quantidade de cilindros em seu catálogo, conforme repercutido pelo portal NPR. 

Muitos desses áudios não contam com rótulos, de forma que seu conteúdo é um completo mistério, já que não foram reproduzidos por mais de um século, e seus donos originais já não estão conosco. 

Poderiam ser as festas de aniversário das pessoas. Ou eles poderiam ser 'The Star-Spangled Banner' [o hino nacional dos Estados Unidos] ou algo incrivelmente comum. Eu realmente espero que sejam festas de aniversário", afirmou Jessica Wood, que trabalha como curadora dos artefatos, ainda de acordo com o NPR.

Veja abaixo um vídeo mostrando gravações que digitalizamos anteriormente: