Notícias » Europa

Gravura mais antiga da cidade de Veneza, datada do século 14, é encontrada em Florença. Confira a imagem

De acordo com a pesquisadora responsável pelo estudo, a ilustração já mostrava que “desde muito cedo Veneza gerava um grande fascínio aos contemporâneos”

Isabela Barreiros Publicado em 14/01/2020, às 15h07

Cidade de Veneza, na Itália
Cidade de Veneza, na Itália - Getty Images

Uma ilustração que data do século 14 é a mais antiga representação da cidade de Veneza, segundo a especialista da Universidade de St. Andrews, na Escócia, Sandra Toffolo. A gravura foi encontrada pela pesquisadora na Biblioteca Nazionale Centrale, em Florença, onde foi armazenada em 1350.

Acredita-se que o frade italiano Niccolò da Poggibonsi tenha feito o registro em uma tábua de gesso durante uma de suas viagens, que começou em 1346. Ao voltar à Itália, em 1350, alguns de seus desenhos, que representavam as paisagens nas quais ele passava, foram transformados em rascunhos, feitos com tinta sobre papel. Eles foram guardados na Biblioteca de Florença, onde Toffolo fez a descoberta em questão.

Ilustração da cidade de Veneza feita por Niccolò da Poggibonsi / Crédito: Ministero per i Beni e le Attività culturali e per il Turismo/Biblioteca Nazionale Centrale

 

"A descoberta dessa vista da cidade tem grandes consequências para o nosso conhecimento das representações de Veneza, uma vez que mostra que desde muito cedo ela gerava um grande fascínio aos contemporâneos", explicou Sandra Toffolo em um comunicado.

A imagem, que mostra a visão de prédios, igrejas, canais e barcos — hoje símbolos característicos da cidade de Veneza —, foi importante para que outras pessoas pudessem desenhar o local, usando a contribuição de Poggibonsi como referência.