Notícias » África

Grupo armado faz ao menos 19 vítimas em ataque na República Democrática do Congo

Entre as vítimas, há duas crianças que foram sequestradas e assassinadas próximo à fronteira. Ação foi retaliação contra exército do país

André Nogueira Publicado em 22/06/2020, às 06h00 - Atualizado às 07h30

Congoleses armados
Congoleses armados - Divulgação/Youtube

Segundo autoridades locais, ao menos 19 civis foram mortos em ataque arbitrário de atirador no leste da República Democrática do Congo. De acordo com o administrador local, dessas, nove foram sequestradas pelas Forças Democráticas Aliadas e tiveram seus corpos encontrados próximos à fronteira com a Ruanda.

Entre os sequestrados, estavam duas crianças. "Alguns foram mortos com facões e outros com armas de fogo", afirmou o representante civil Raphael Bom Benogo, ao Al Jazeera. A ação parece parte de uma retaliação do grupo armado contra um ataque sofrido no ano passado, de autoria do exército congolês.

O Exército lançou uma série de ataques contra essa milícia, que é resquício das guerras civis que assolaram o país até os anos 1990. Um outro ataque ocorreu no fim de semana, contra um quartel, resultando na morte de dois soldados.