Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Guerra da Ucrânia

Guerra da Ucrânia: ataque russo a shopping deixa 10 mortos e 40 feridos

O ataque ocorreu em um shopping em Kremenchuk, na Ucrânia

Éric Moreira, sob supervisão de Thiago Lincollins Publicado em 27/06/2022, às 15h37

Imagem de ataque semelhante a shopping em Kiev, capital ucraniana - Getty Images
Imagem de ataque semelhante a shopping em Kiev, capital ucraniana - Getty Images

De acordo com Dmytro Lunin, governador regional ucraniano, pelo menos dez pessoas morreram e mais de 40 ficaram feridas após ataque russo com mísseis a um shopping hoje em Kremenchuk. Ele ainda complementa que os números podem aumentar, eventualmente.

Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano, foi quem relatou o ataque de hoje, ao afirmar que um estabelecimento comercial, que estava lotado no momento, havia sido bombardeado por artilharia russa. No Telegram, o Zelensky disse que mais de mil pessoas estavam no shopping no momento do ataque.

É impossível sequer imaginar o número de vítimas. É inútil esperar da Rússia a decência e a humanidade", escreveu Zelensky, que não deu detalhes sobre as mortes.

Kyrylo Tymochenko, chefe-adjunto da administração presidencial ucraniana, ainda acrescentou que "as operações de resgate continuam". O Estado-Maior das Forças Armadas da Ucrânia compartilhou ainda, pelas redes sociais, um vídeo do shopping em chamas com muita fumaça saindo do local.

Os ocupantes dispararam foguetes contra o shopping, onde havia mais de mil civis. O shopping está pegando fogo, os socorristas estão combatendo o fogo, o número de vítimas é impossível de imaginar", diz a publicação do Estado-Maior das Forças Armadas da Ucrânia.

A Rússia, por sua vez, ainda não se pronunciou sobre o ataque, que foi classificado por Dmytro Lunin como "crime de guerra" e "crime contra a humanidade". Para ele, ainda, os disparos foram um "ato de terror não dissimulado e cínico contra a população civil".

Vale acrescentar, ainda, que a cidade de Kremenchuk é uma cidade industrial, com cerca de 217 mil habitantes (antes da ocupação russa), abrigando a maior refinaria de petróleo da Ucrânia, de acordo com o portal de notícias da UOL.

Fim de semana

A Ucrânia também acusou a Rússia de ter atacado um prédio de nove andares no último fim de semana em Kiev, alegando que um jardim de infância também foi atingido. Segundo Vitali Klitshko, prefeito de Kiev, uma pessoa morreu e seis ficaram feridas.

No entanto, de acordo com o Ministério de Defesa da Rússia, o alvo foi a fábrica de armas Artiom, que se enquadra na categoria de instalações de "infraestrutura militar" que Moscou afirma atacar, logo, disseram que os relatos de ataque a áreas residenciais eram falsos.