Notícias Guerras

Há 28 anos, começava a Guerra do Golfo

O último grande confronto do século 20 foi uma prévia do que viria no seguinte

quarta 1 agosto, 2018
Soldados da 82ª divisão aerotransportada
Soldados da 82ª divisão aerotransportada Foto:Getty Images

Desde a Antiguidade, o Iraque e o Kuwait faziam parte de um só país – a Mesopotâmia. No fim da Primeira Guerra Mundial, os britânicos, que dominavam a região, dividiram o território. Kuwait foi o nome dado ao pedaço de 17 820 km², rico em petróleo e com uma ampla saída para o golfo Pérsico. O território maior, com 437 072 km², virou o Iraque.

Em 1990, Saddam Hussein, invocou as antigas fronteiras para justificar a invasão do vizinho. Na verdade, tinha US$ 80 bilhões de dívida externa, herdada principalmente da guerra contra o Irã, entre 1980 e 1990. Um milhão de iraquianos havia morrido no conflito, mas o país permanecia como a maior força militar da região.

Notícias Relacionadas

Tanques T-72 do exército iraquiano Wikimedia Commons

A produção de petróleo do Kuwait, na época responsável por 10% da produção mundial, foi a gota d’água. A economia iraquiana dependia da indústria petrolífera e a alta produção do vizinho pressionava os preços internacionais para baixo.

Em 22 de julho de 1990, o exército iraquiano mobilizou 120 mil soldados nas fronteiras com o Kuwait. Em 2 de agosto, o Iraque invadiu o território vizinho. Era o início do maior conflito bélico do fim do século 20.

Como começou

Campos de petróleo destruídos após a operação "Tempestade no Deserto" Wikimedia Commons

➽ 1. O Iraque invade o Kuwait à 1h da manhã de 2 de agosto (horário local), com infantaria mecanizada e forças especiais. Helicópteros e barcos atacam a capital, a Cidade do Kuwait. Tropas iraquianas ocupam a cidade e a fronteira com a Arábia Saudita. A ONU exige que o Iraque retire suas tropas. O presidente americano, George Bush, vai à TV e diz que mandará porta-aviões para o golfo Pérsico.

➽ 2. O Conselho de Segurança da ONU aprova o boicote econômico ao Iraque, em 6 de agosto. Aviões F-15 Eagle, da Força Aérea Americana, chegam à Arábia Saudita e soldados são convocados nos EUA. Saddam Hussein declara o Kuwait parte do Iraque. A ONU autoriza a intervenção militar e dá um prazo até janeiro para o exército iraquiano deixar o Kuwait.

➽ 3. Em outubro, Bush decide dobrar o número de militares na Arábia Saudita. Ele diz que os 230 mil homens são suficientes para defender a Arábia Saudita, mas não para atacar os iraquianos. O Iraque envia mais 100 mil homens ao Kuwait. A ONU dá um ultimato a Saddam Hussein para deixar o Kuwait até 15 de janeiro de 1991.

➽ 4. Em janeiro de 1991, o congresso americano autoriza o uso de força para dar fim à ocupação iraquiana no Kuwait.

➽ 5. Dois dias após o prazo da ONU, em 17 de janeiro, começa a operação Tempestade no Deserto às 2h38m (horário de Bagdá), com ataque de helicópteros Apache. Repórteres da CNN narram as explosões, dentro de um hotel na capital.

Os personagens

A esquerda Tariq Aziz e a direita Saddam HusseinReprodução

➽ George Bush: Antes de ser presidente dos Estados Unidos (1989-1993), foi chefe da CIA e vice de Ronald Reagan. Eleito no período pós-Guerra Fria, Bush teve apoio da URSS e China na guerra contra o Iraque. Aos 66 anos, liderou os países da Coalizão.

➽ Colin Powell: Chefe de estado-maior das Forças Armadas dos Estados Unidos, foi o comandante operacional das forças da Coalizão no Golfo, aos 53 anos. Seu desempenho na guerra foi tão elogiado que voltou ao poder ao lado de George W. Bush, o filho.

➽ Tariq Aziz: Ele e Saddam Hussein tornaram-se grandes amigos no partido Baath. Quando o ditador se tornou presidente, Tarik foi seu conselheiro. Aos 54 anos, Ministro do exterior, foi porta-voz do governo iraquiano na Guerra do Golfo.

➽ Saddam Hussein: Entrou para o Partido Socialista Árabe Baath, aos 19 anos. Participou do golpe que levou o Baath ao poder, em 1968. Chegou à presidência em 1979, aos 42 anos. Declarou guerra ao Irã em 1980 e, dez anos depois, invadiu o Kuwait.

Primeiros combates

Soldado Britânico lutando no Iraque Wikimedia Commons

➽ 18 de janeiro de 1991: Os primeiros 12 mísseis Scud iraquianos atingem Tel Aviv e Haifa, em Israel.

➽ 21 de janeiro de 1991: O primeiro balanço da guerra é divulgado: o Iraque foi alvo de 8 mil vezes bombardeios em 5 dias de operação.

➽ 25 de janeiro de 1991: O Iraque despejando 10 milhões de barris de petróleo kuwaitiano no golfo Pérsico.

➽ 26 de janeiro de 1991: Caças F-111 atacam tanques de petróleo no Iraque e no Kuwait.

➽ 1 de fevereiro de 1991: Mísseis Tomahawk destróem base aérea em Bagdá.

➽ 11 de fevereiro de 1991: 20 mil soldados iraquianos morreram em ataques aéreos.

➽ 13 de fevereiro de 1991: Bombardeio em Bagdá destrói 3 pontes e mata 400 pessoas.

➽ 23 de fevereiro de 1991: Tropas iraquianas prevendo a invasão, queimam 640 poços de petróleo no Kuwait.

➽ 24 de fevereiro de 1991: Início dos ataque de infantaria. 80 mil soldados, apoiados por tanques invadem o Kuwait.

➽ 25 de fevereiro de 1991: Um Scud atinge Dhahran, na Arábia Saudita, mata 28 americanos e deixa 98 feridos.

Adriana Maximiliano


Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

Mais Lidas

  1. 1 Crianças que nasceram como resultado do horrível programa Há 82 anos, nazistas começavam seu repugnante programa de ...
  2. 2 Os quatro milênios da Babilônia
  3. 3 Uma tempestade chamada Pagu
  4. 4 Inquisição: A fé e fogo
  5. 5 Marginália: As alucinadas ilustrações dos livros medievais