Notícias » Família real britânica

Harry desmente boatos de que estaria esperando a morte de Elizabeth II para lançar livro

O príncipe anunciou o lançamento de sua autobiografia, e vem sofrendo com críticas e rumores maldosos; entenda

Alana Sousa Publicado em 28/07/2021, às 14h35

Príncipe Harry no funeral do Príncipe Philip, em abril de 2021
Príncipe Harry no funeral do Príncipe Philip, em abril de 2021 - Getty Images

Após anunciar sua autobiografia, o príncipe Harry tem enfrentado críticas e rumores assíduos de admiradores da realeza. O neto de Elizabeth II está escrevendo um livro de memórias sobre seus anos angustiantes na monarquia britânica.

O duque de Sussex veio a público, através de seus advogados, para desmentir um boato controverso, segundo a revista Monet. O filho mais novo de Diana e Charles, disse que é “falso e difamatório” os rumores de que ele estaria esperando a morte de sua avó, a rainha da Inglaterra, para publicar a obra.

"O duque não está esperando pela morte da avó para escrever um segundo livro; há apenas um livro de memórias planejado pelo duque e que será publicado no próximo ano; os editores não voaram para os Estados Unidos; o acordo de publicação não foi negociado pessoalmente pelo duque, e os números são imprecisos; ele não trouxe pessoalmente um 'pacote' para a mesa", afirmou os advogados, conforme informou o Daily Mail.

A fake News dizia que Harry havia aceitado uma proposta milionária para escrever um conjunto de quatro livros, sendo um deles um guia de bem-estar de Meghan Markle e uma publicação bombástica que apenas seria vendida após a morte da monarca.

A autobiografia de Harry será lançada apenas em 2022, pela editora Penguin Random House. O príncipe, ao anunciar a notícia, disse: "Não estou escrevendo isso como o príncipe que nasci, mas como o homem que me tornei".

Todo o dinheiro arrecadado com a venda do livro será direcionado a instituições de caridade.