Notícias » Monarquia

Harry e Meghan entram com ação na Justiça para preservar privacidade do filho, Archie

O advogado do casal disse que a criança foi fotografada dentro do quintal de casa, que era sobrevoado por drones e helicópteros

Vanessa Centamori Publicado em 24/07/2020, às 15h30

Meghan Markle e o Príncipe Harry
Meghan Markle e o Príncipe Harry - Flickr

Segundo informações da Isto É, o Príncipe Harry e Meghan Markle entraram com uma ação na justiça contra um grupo de fotógrafos depois que fotos foram tiradas do filho, Archie, de 14 meses, enquanto a criança estava no quintal. 

O casal de pais, que mora na Califórnia, argumentou que os cliques eram ilegais. Eles se mudaram para os Estados Unidos há alguns meses depois que o endereço de sua residência foi divulgado pelo site Daily Mail, segundo a imprensa local. 

O advogado de Harry e Meghan, Michael Kump, disse em comunicado que alguns profissionais voavam de helicóptero e pilotavam drones, acima do quintal da família, em horários inoportunos, acordando vizinhos e o bebê diariamente. 

“Alguns paparazzi e veículos de comunicação usaram drones apenas seis metros acima da casa, três vezes ao dia, para obter fotografias do casal e do filho mais novo em sua residência particular”, escreveu o advogado.

Algumas fotos de Archie, segundo a revista Quem, foram vendidas online, com informações falsas. Os paparazzi diziam até que o casal estava na praia de Malibu, o que a dupla afirma não ser verdade. "[Meghan e Harry] fizeram tudo o que podiam para se afastar dos holofotes, com exceção de seu trabalho, que eles concordam ser de interesse público", completou Kump. "Mas as fotos tiradas não são notícia, elas não são de interesse público. Elas são assédio".