Notícias » Família Real Britânica

Harry e Meghan foram afastados da família real por terem mais atenção da mídia, diz autor

Revelação foi feita por Robert Lacey que lançará um livro hoje, 20, sobre os bastidores da Família Real Britânica

Fabio Previdelli Publicado em 20/10/2020, às 14h10

Rainha Elizabeth I ao lado do casal Harry e Meghan Markle
Rainha Elizabeth I ao lado do casal Harry e Meghan Markle - Getty Images

Harry e Meghan Markle foram ‘deixados de lado’ da monarquia britânica por chamarem mais a atenção do que William, Kate Middleton e a rainha Elizabeth”. O autor dessa polêmica afirmação é o especialista em família real e escritor Robert Lacey, que lançara hoje, 20, a biografia Battle of Brothers (ou, Batalha de Irmãos, em tradução livre).  

Para Lacey, o status de casal “pop star” de Harry e Meghan causou um grande mal-estar entre a família real, que preferiu ir “excluindo”, aos poucos, os dois dos “holofotes da monarquia”. A declaração foi dada por Robert em entrevista ao programa Good Morning America, na última semana. 

O autor ainda alegou que o príncipe é tratado como um “herdeiro sobressalente” e só, nada mais do que isso. Esse sentimento o teria causado angustia, o que foi ainda mais aflorado depois que ele e Markle foram deixados de lado por “ofuscarem” outros membros da realeza. “O sistema real britânico pode ser muito cruel”, conta Lacey. ” Harry percebeu na adolescência que era rotulado como o bobo da corte, o número dois”. 

Robert também destacou que a realeza britânica sempre teve um histórico de problemas relacionado aos caçulas da família, citando os casos da princesa Margaret (irmã de Elizabeth) e do príncipe Andrew (irmão de Charles).  

“Eles começam aos olhos do público como companheiros, como co-estrelas”, diz Lacey. “E qual é o seu destino? Ser empurrado para baixo à medida que os casamentos acontecem e os bebês nascem. Houve problemas com Margaret. Houve problemas com Andrew. E, agora, temos a mesma situação com Harry”, 

Essa infelicidade de Harry com esse papel de “sobressalente” foi intensificada por Meghan, diz o autor, que a descreve como uma “mulher que inspirou e transformou o príncipe”. Lacey diz que foi ela, inclusive, que o fez assumir o controle de sua vida e deixar de lado a vivência seguindo as regras da monarquia.  

Juntos, ela transformou Harry em um “rock star” e, apesar disso ter feito muito bem para sua autoestima, e também para a reputação da realeza, sua ascensão midiática gera cada vez mais incômodos nos outros membros da nobreza.