Notícias » Estados Unidos

Casal encontra granada da Segunda Guerra e leva para o restaurante

Relíquia potencialmente letal levou ao isolamento do Taco Bell local

Letícia Yazbek Publicado em 28/01/2019, às 15h30 - Atualizado às 17h09

Granadas foram utilizadas pelos EUA desde a Primeira Guerra Mundial
Granadas foram utilizadas pelos EUA desde a Primeira Guerra Mundial - Getty Images

Enquanto pescavam com um imã em um rio próximo à cidade de Ocala, na Flórida, Estados Unidos, um casal encontrou, em meio a metais e detritos, uma granada de fragmentação M2 – o modelo mais produzido pelos EUA na Segunda Guerra Mundial – o estereotípico modelo que todo pensa ao ouvir falar em granada, carinhosamente chamada de “abacaxi” pelos veteranos.

Depois de encontrar a relíquia, os dois colocaram o objeto no porta-malas do carro e dirigiram até o Taco Bell local. Ao chegar, chamaram a polícia por celular para relatar o resultado de sua pescaria. Imediatamente, o restaurante foi evacuado e uma equipe especializada entrou em ação.

Granada encontrada durante pescaria, altamente corroída Departamento de Polícia de Ocala

Segundo o Departamento de Polícia de Ocala, a granada foi retirada do local com segurança para, mais tarde, ser destruída. O sistema de disparo não funcionava e a granada não oferecia mais perigo. Havia instalações militares próximas ao local na Segunda Guerra. 

Após a bomba ser retirada do local, o casal não foi acusado de nenhum crime e o restaurante foi reaberto.

Não faça isso em casa: bombas bem mais antigas que essa, da Primeira Guerra, frequentemente levam a evacuação de bairros inteiros na Europa. Segundo as Nações Unidas, até 20 mil pessoas morrem todos os anos por armas de guerras passadas, principalmente minas terrestres.

Com informações de The Washington Post, USA Today.