Notícias » Pré-História

Sexo entre Homo sapiens e neandertais espalhou a DST mais comum no mundo

Tipo mais letal de HPV chegou ao ser humano moderno por meio das relações entre espécies

Letícia Yazbek Publicado em 19/02/2019, às 17h00

Representação de um homem neandertal
Getty Images

Um novo estudo indica que o papilomavírus humano, também conhecido como HPV, foi transmitido dos neandertais para os Homo sapiens antigos por meio do sexo, há cerca de 80 mil anos.

Uma equipe de pesquisadores, liderados por Zigui Chen, da Universidade Chinesa de Hong Kong, e Robert Burk, da Faculdade de Medicina Albert Einstein, nos EUA, analisou 118 sequências de DNA viral e modelou estatisticamente como o HPV sofreu mutações e evoluiu ao longo do tempo.

De acordo com os cientistas, as linhagens do papilomavírus se desenvolveram paralelamente em Homo sapiens e neandertais. Os Homo sapiens teriam desenvolvido os tipos B, C e D de HPV 16. Mas o HPV que conhecemos hoje é descendente de uma quarta variante, o HPV 16 A.

O mais provável é que quando o Homo sapiens deixou o continente africano em direção à Europa e a Ásia, tenha se encontrado com os neandertais. Os descendentes dessas relações foram contaminados com a variante HPV 16 A, que se adaptou à nossa espécie e se manifesta até hoje.

O HPV é a DST mais comum do mundo – mais de 80% das pessoas têm o vírus. São mais de 100 tipos de HPV, e a maioria oferece baixo risco à saúde. Algumas versões perigosas, como o HPV 16, podem causar câncer de colo de útero.