Notícias » Europa

Fragmento de vestido da Rainha Elizabeth I será exposto na Inglaterra

O pedaço de pano pode ser o único resquício sobrevivente do vasto armário da Rainha. Confira a imagem!

André Nogueira Publicado em 20/08/2019, às 13h00

None
- Wikimedia Commons

Pesquisadores encontraram o pedaço de um dos vestidos da Rainha Elizabeth I em uma igreja de Hertfordshire, na Inglaterra. Trata-se de um fragmento têxtil de, possivelmente, uma das peças de roupas mais luxuosas da monarca Tudor.

Após a restauração da peça de 400 anos, o achado será exposto no Hampton Court Palace. Especialistas afirmaram que se trata da única prova física do extenso guarda roupa de Elizabeth.

Os restauradores acreditam que o material em formato de T, fragmento que corria da saia ao corpete e pelas mangas do vestido, é de seda e apresenta bordados de enfeites reais feitos em ouro e prata. O acabamento é tão requintado que podem ser identificadas espécies individuais de animais no tecido.

Fragmento em forma de T / Crédito: Divulgação

 

Acredita-se que a peça em questão é a mesma retratada em Rainbow Portrait, cuja vestimenta foi desenvolvida por Marcus Gheeraerts, o Jovem. Em uma análise da roupa, foram encontrados vestígios de corantes vermelhos de origem mexicana, que eram absurdamente caros no século 17 - e reforça a ideia de que se trata de uma peça da Rainha.

Rainbow Portrait / Crédito: Reprodução

 

Sobre o caminho percorrido pelo material, a teoria mais aceita é a de que Elizabeth, ou alguma de suas damas de companhia, teria doado (em forma de dom) o fragmento à igreja. Provavelmente em memória a uma antiga amiga da rainha, que era original de Bacton.

Cientistas afirmam que não há, fundamentalmente, provas definitivas de que esta era uma roupa de Elizabeth I, entretanto, é uma inferência válida, dada as informações a qual temos acesso. Afinal, este é um raro exemplo de vestes reais dos Tudor.