Notícias » Peru

Manuscrito sobre os incas perdido há 140 anos é recuperado pelo Peru

O documento, que havia desaparecido na Guerra do Pacífico, contém as memórias de antigos governantes

Fabio Previdelli Publicado em 22/02/2020, às 07h00

Manuscrito sobre os incas perdido há 140 anos é recuperado pelo Peru
Manuscrito sobre os incas perdido há 140 anos é recuperado pelo Peru - Divulgação

Encontrado no Brasil, um valioso manuscrito de 1838, que contém as memórias de antigos governantes incas, foi recuperado pelo Peru. Intitulado “Memórias da monarquia peruana ou esboço da história dos incas”, o documento foi escrito por Justo Apu Sahuaraura, um sacerdote católico, herói da independência e descendente direto, por linha materna, do imperador inca Huayna Cápac e do príncipe Cristóbal Paullo Inca.

O manuscrito havia desaparecido na Guerra do Pacífico (1879-1884), durante a ocupação de Lima pelas tropas chilenas. "O valor deste documento do ano de 1838 é incalculável. Sempre se considerou uma joia documental extremamente rara, não temos outro caso desta natureza”, declarou Gerardo Trillo — diretor de proteção de Coleções da Biblioteca Nacional — à AFP ao apresentar o valioso manuscrito.

O documento regressou ao Peru, em novembro do ano passado, após a família brasileira Mindlin aceitar devolver o valioso manuscrito que possuía desde a década de 1970 à Biblioteca Nacional do Peru — que foi feito através do consulado peruano em São Paulo.

“Foi uma década de gestões para que este manuscrito seja devolvido. Inclusive, convidamos quem possuía para contribuir com a memória histórica dos peruanos. Nesses termos a devolução foi feita”, completou Trillo.

Com o retorno à Biblioteca Nacional de Lima, o documento foi digitalizado e já pode ser consultado na internet. Além do mais, o material será apresentado durante o programa de história e arte peruana 2020, que acontece na próxima semana no Auditório de Teatro Mario Vargas Llosa.