Notícias Segunda Guerra

Operação Market Garden: O grande desastre dos Aliados

Há 74 anos, terminava a desastrosa ação que pretendia abrir o caminho para a conquista de Berlim pelos aliados ocidentais

terça 25 setembro, 2018
A operação foi um total fracasso para os Aliados
A operação foi um total fracasso para os Aliados Foto:Getty Images

Em 17 de setembro de 1944, o que era para ser o maior ataque aéreo da Segunda Guerra Mundial transformou-se numa devastadora derrota dos Aliados – a maior em todo o conflito. A operação, batizada de Market Garden, tinha o objetivo de tomar um conjunto de pontes da Holanda, para abrir um caminho mais rápido para o coração industrial do Terceiro Reich. 

A operação era a esperança dos Aliados para acabar de uma vez por todas com a guerra. O objetivo era recuperar pontos estratégicos dos Países Baixos, ocupados por alemães, e invadir a Alemanha para uma batalha final. O trunfo da operação eram os paraquedistas, que tinham se mostrado muito úteis no Dia D.

As tropas paraquedistas já estavam desesperadas para voltar ao front, porque, desde a ocupação da Normandia, não tinham sido muito úteis no conflito. Uma galinha chamada Myrtle também fazia parte do time de paraquedistas. Sim, uma galinha.

Parte da operação Wikimedia Commons

O animal pertencia ao tenente Pat Glover e já tinha realizado seis saltos de treinamento junto com ele. A ave descia em uma bolsa de lona fechada com zíper, presa ao ombro esquerdo do soldado. Quando chegava a mais ou menos 20 metros do chão, Glover soltava a galinha, que aterrissava sozinha. Contudo, não viveu por muito tempo. Acabaria sendo morta após os paraquedistas chegarem a Arnhem. A causa? Fora atingida por uma bala. No entanto, não foi somente aí que a operação resultou em tragédia.

O domínio das primeiras pontes foi bem-sucedido, e os Aliados conseguiram libertar as cidades de Eindhoven e Nijmegen. Contudo, restava alcançar a ponte da cidade de Arnhem, a mais distante. E o que os combatentes temiam se tornou realidade: os alemães foram ágeis.

Tanques britânicos em Nijmegen Wikimedia Commons

As aeronaves transportavam um número limitado de suprimentos e munições. Ainda pior, os rádios das tropas aéreas não funcionavam – era praticamente impossível coordenar o ataque com os tanques no solo. Os Aliados não conseguiram detectar a presença de tanques inimigos. Os paraquedistas britânicos conseguiram tomar parte da cidade. Contudo, as forças terrestres não foram capazes de alcançá-los. Apenas uma pequena quantidade de soldados chegou à ponte.

Mesmo em desvantagem, os Aliados seguraram a ponte por mais de dois dias. Dos 10 mil soldados designados para a missão, pouco mais de 2 mil sobreviveram. E, como consequência, o avanço para a cidade de Berlim resultou na morte de milhares de civis que poderiam ter sobrevivido caso a missão tivesse resultado em vitória para o inimigos do Terceiro Reich.

Thiago Lincolins


Leia Mais:

Receba em Casa

Vídeos

Mais Lidas

  1. 1 Crianças que nasceram como resultado do horrível programa Há 82 anos, nazistas começavam seu repugnante programa de ...
  2. 2 Os quatro milênios da Babilônia
  3. 3 Uma tempestade chamada Pagu
  4. 4 Inquisição: A fé e fogo
  5. 5 Marginália: As alucinadas ilustrações dos livros medievais