Notícias » Arqueologia

Encontrado fóssil de papagaio canibal de um metro de altura, que viveu há 19 milhões de anos

Acredita-se que o Heracles inexpectatus, nome cientifico dado à ave, seja o maior papagaio de todos os tempos

Fabio Previdelli Publicado em 08/08/2019, às 14h00

None
- Crédito: Reprodução

Paleontólogos da Austrália e da Nova Zelândia descobriram o fóssil de um gigantesco papagaio canibal, de um metro de altura, que viveu há 19 milhões de anos na Nova Zelândia. A ave ganhou o nome científico de Heracles Inexpectatus, em referencia à sua força hercúlea, comparada ao do herói grego mítico Hércules — que o ajudava a abrir qualquer fonte de alimento e a rasgar outros pássaros em pedaços — e a natureza inesperada da descoberta.

Os pesquisadores acreditam que esta seja a maior espécie de papagaio de todos os tempos. O bicho rivaliza, em tamanho, com o famoso Dodô das Ilhas Mascarenhas e tem o dobro da altura do Kakapo neozelandês — o maior papagaio ainda vivo, mas que corre grandes ameaças de extinção.

A descoberta foi feita em um famoso sítio de fosseis em Central Otago, conhecido como Saint Bathans, um cemitério de animais pré-históricos do final do período Mioceno — entre 23 milhões e 5,3 milhões de anos atrás. O professor Trevor Worthy, paleontologista da Universidade Flinders em Adelaide, na Austrália, disse: “Temos escavado esses depósitos fósseis há 20 anos e todos os anos são reveladas novas aves e outros animais”.

Apesar de ter um metro de altura, o Heracles pesava somente 7 quilos. No entanto, o grande diferencial do animal era a força que ele tinha no bico. “Por enquanto o Heracles é uma das aves mais espetaculares que encontramos, sem dúvida há muitas outras espécies inesperadas a serem descobertas nesta região”, concluiu Worthy.