Notícias » Civilizações

Pesquisadores encontram vestígios de laticínios em fósseis de 6.000 anos

De acordo com especialistas, a descoberta pode comprovar que povos antigos não comiam somente carne

Victória Gearini Publicado em 11/09/2019, às 08h00

Um dos fósseis analisados
Um dos fósseis analisados - Reprodução

Pesquisadores encontraram vestígios de consumo de laticínios em dentes de agricultores britânicos pré-históricos. A descoberta foi analisada pela Universidade de York, localizada no Reino Unido e aponta que os fósseis podem ter mais de 6.000 anos, sendo a maior descoberta até então.

Os especialistas relataram a existência de uma substância chamada beta lactoglobulina - componente encontrado na proteína do leite – na placa dental de sete fósseis que viveram no período neolítico.

De acordo com o autor da pesquisa, Dr. Sophy Charlton, do Departamento de Arqueologia da Universidade de York, isso comprovaria que os povos antigos não consumiam somente carne, mas que tinham uma dieta rica e buscavam explorar diferentes opções de alimentos.

Crédito: Pixabay

 

 “Seria um caminho fascinante, para futuras pesquisas, examinar outros indivíduos e ver se podemos determinar se há algum padrão com o  passado. Talvez a quantidade de laticínios consumidos ou os animais utilizados variem ao longo do tempo”, disse o especialista.

O pesquisador disse ainda que é possível que os agricultores pré-históricos pudessem consumir pequenas quantidades de leite ou até mesmo processar outros alimentos, como o queijo.