Notícias » França

Francês de 300 kg, que passou anos recluso em residência, é retirado com auxílio de guindaste

Alain Panabière, que apresenta dificuldades de locomoção, foi levado até um hospital

Giovanna Gomes Publicado em 01/12/2020, às 11h11

O homem teve de ser retirado de guindaste de sua casa
O homem teve de ser retirado de guindaste de sua casa - Divulgação/Newsflash

Um homem teve de ser retirado de sua casa de guindaste nesta terça-feira, 1, em Perpignan, no sudoeste da França. Para isso, foi necessário executar a destruição de parte da fachada da residência, além da participação de quase 50 pessoas na operação. Alain Panabière, pesa cerca de 300 quilos e tem dificuldades de locomoção.

Segundo a prefeitura do departamento dos Pirineus Orientais, o homem de 53 anos foi transportado em um contêiner suspenso por um guindaste, e depois colocado em uma ambulância especializada. Após concluída a missão, Panabière foi levado a um hospital em Montpellier avaliar seu estado de saúde. 

"Quando remobilizamos uma pessoa imobilizada por dois a cinco anos, existe o risco de descompensação circulatória, de trombose. É um sistema cardiovascular que fica em repouso por muito tempo que é reativado", disse o chefe do departamento de endocrinologia, diabetes e nutrição, Antoine Avignon. Concluídos os exames, dentro de algumas semanas ele será transferido para um centro de reabilitação

Panabière ficou anos em reclusão, sendo que, por mais de um ano, esteve imobilizado no chão após ter quebrado uma perna. De acordo seu advogado, Jean Codognès, o homem era alimentado por seu irmão, mas seu estado de saúde estava piorando com o tempo.

Assim, após meses de negociações entre a família de Panabière, seu advogado e as autoridades, a operação foi planejada e coordenada pelos serviços do Estado, do departamento e da prefeitura local.