Notícias » Segunda Guerra

Homem de 95 anos é investigado e pode responder por crimes cometidos durante a Segunda Guerra

O idoso trabalhou como guarda em um campo de concentração nazista

Penélope Coelho Publicado em 22/06/2021, às 07h48

Mapa do campo de concentração Stalag VI-C Bathorn
Mapa do campo de concentração Stalag VI-C Bathorn - Dennis Peeters/Wikimedia Commons

De acordo com informações publicadas na última segunda-feira, 21, pelo UOL, um homem de origem alemã, atualmente com 95 anos de idade, poderá responder por crimes cometidos durante a Segunda Guerra Mundial. A identidade do sujeito não foi divulgada.

Segundo revelado na reportagem, o idoso atuou como guarda no campo de concentração nazista de Stalag VI-C Bathorn, localizado onde hoje em dia está a região da Baixa Saxônia.

Informações do jornal alemão Taz, revelam que o homem teria trabalhado no campo de concentração de outubro de 1943 até 5 de abril de 1945. De acordo com a agência de notícias AFP, o Ministério Público da cidade de Celle, na Alemanha, informou que investiga o idoso por cumplicidade em assassinatos em um campo de concentração de prisioneiros soviéticos nesse período.

A imprensa da Alemanha informou ainda que existem várias investigações relacionadas a crimes cometidos durante a Segunda Guerra em andamento no país, principalmente, envolvendo subordinados ao regime, como guardas. Contudo, grande parte dos investigados não deve ir a julgamento, pela idade avançada que os suspeitos apresentam.


Sobre a Segunda Guerra 

Ocorrida entre 1939 e 1945, o segundo conflito militar se dividia entre Eixo (Alemanha, Itália e Japão) e Aliados (França, Inglaterra, EUA e URSS). Com batalhas sangrentas deixando de 70 a 85 milhões de mortos, a Segunda Guerra ficou marcada pelos horrores da Alemanha Nazista e dos campos de concentração, organizados pelo partido de Adolf Hitler.

Nomes como o de Winston Churchill, Franklin D. Roosevelt e Josef Stalin foram de grande importância para combater os regimes fascistas de Hitler e Benito Mussolini. Um dos capítulos mais sombrios e notórios do século 20 deixou marcas na humanidade que, até hoje, não foram totalmente resolvidas.