Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Homem descobre que antepassados foram escravizados em casa que comprou

O caso comoveu a população local e já tem planos para o imóvel após a descoberta

Alan de Oliveira | @baco.deoli | sob supervisão de Wallacy Ferrari Publicado em 21/05/2022, às 12h00

Casa comprada que era usada na época da escravidão para plantações - Divulgação / YouTube / 60 Minutes
Casa comprada que era usada na época da escravidão para plantações - Divulgação / YouTube / 60 Minutes

Na região da Spotsilvânia, em Virgínia, Estados Unidos, um homem descobriu que comprou uma casa onde seus antepassados foram escravizados, em reportagem gravada "pelo canal CBS News", na sexta-feira, 20.

Fazendo o investimento em maio de 2020, Fred Miller, 56, comprou o imóvel para as reuniões familiares. A residência localizada no bairro de Sharswood, foi construída na década de 1850 para utilização de mão de obraescrava nas plantações familiares.

"Se eu soubesse que havia uma 'Miller Plantation', talvez eu pudesse colocar uma conexão com o sobrenome Miller e aquela plantação", falou Fred.

"Algo me levou a conhecer a história deste lugar. Eu sabia que era um lugar antigo de 1800, então comecei a partir daí, olhando para os proprietários anteriores e também para quaisquer registros disponíveis online", disse a irmã que ajudou nas investigações, Karen Dixon-Rexroth.

Futuro e conexão milenar

Embora não hajam mais vestígios, ainda descobriam que o local servia como cemitério para os escravos. 

Mediante a isso, Fred planeja limpar a área subterrânea onde fica o cemitério e agora, deseja criar uma instituição sem fins lucrativos para restaurar as senzalas da propriedade e assim, aumentar os conhecimentos de quem desejar acerca do período e batalha de seu povo, conforme apuração do portal UOL.

A irmã ainda falou que o local se tornou sagrado e de extrema importância para a família:

Eu definitivamente diria que, em toda esta propriedade, posso sentir algo dentro de mim quando estou andando ou simplesmente fazendo qualquer coisa. Eu sei que nossos ancestrais estão olhando para nós com um sorriso", ressaltou.