Notícias » Reino Unido

Homem é investigado por usar vacina falsa para a Covid-19 em idosa de 92 anos

O caso aconteceu no Reino Unido e o cidadão cobrou cerca de mil reais para a aplicação adulterada

Penélope Coelho Publicado em 08/01/2021, às 08h42

Imagem ilustrativa de pessoa sendo vacinada com injeção no braço
Imagem ilustrativa de pessoa sendo vacinada com injeção no braço - Divulgação/Pixabay

De acordo com informações publicadas nesta sexta-feira, 8, pelo portal de notícias UOL, um caso no Reino Unido está chamando a atenção das autoridades locais, depois que um homem aplicou um golpe em uma idosa, informando que estava vacinando contra o novo coronavírus.

Segundo revelado na publicação, no dia 30 de dezembro de 2020, um homem que não teve a identidade revelada, bateu na porta da casa de uma senhora de 92 anos, em Surbiton, região de Londres, o cidadão se passou por um funcionário do NHS, o Sistema Nacional de Saúde britânico.

Na ocasião, o homem informou que tinha recebido instruções para vacinar a mulher — que aceitou que a injeção fosse aplicada. De acordo com a polícia local, o indivíduo cobrou 160 libras de sua vítima, um valor equivalente a um pouco mais do que R$ 1 mil na conversão atual da moeda. A idosa enganada afirmou que o golpista havia dito que o valor seria ressarcido.

Atualmente, o falso agente da NHS está sendo investigado pelas autoridades locais, após o cidadão ter sido identificado em imagens de câmeras de segurança. De acordo com o detetive responsável pelo caso, Kevin Ives, o ocorrido foi "um ataque nojento e totalmente inaceitável a uma cidadã que não será tolerado”.