Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Estados Unidos

Nos EUA, homem é morto por filho de 2 anos após tiro acidental

A arma de fogo foi deixada ao alcance do pequeno, gerando consequências desastrosas

Redação Publicado em 07/06/2022, às 12h20

Fotografia meramente ilustrativa de arma de fogo - Divulgação/ Pixabay/ PDPics
Fotografia meramente ilustrativa de arma de fogo - Divulgação/ Pixabay/ PDPics

No estado norte-americano da Flórida, o descaso de uma dupla de adultos em relação à arma de fogo que possuíam permitiu que o objeto parasse nas mãos de seu filho, uma criança de dois anos que, infelizmente, acabou fazendo um disparo fatal na direção de seu pai. 

No episódio, que se deu no último mês de maio, o homem, Reggie Mabry, foi levado ao hospital após sua esposa, Marie Ayala, contatar os serviços de emergência. A despeito dos esforços dos profissionais, ele não resistiu. 

A princípio, as autoridades pensaram que seu ferimento de bala nas costas fora resultado de uma tentativa de suicídio, conforme informações apuradas pela NBC News.

Recentemente, contudo, os oficiais convenceram-se que a tragédia foi, na verdade, causada por um acidente que poderia ter sido facilmente evitado caso a pistola do casal não estivesse carregada e ao alcance de seus filhos pequenos.  

Entenda o incidente

Foi o filho mais velho do casal, um garoto de 5 anos, que contou o que realmente havia acontecido, segundo revelado recentemente pelo xerife John Mina.

Naquele dia, a família toda, incluindo uma bebê de cinco meses, estava no mesmo cômodo quando o menino de 2 anos encontrou a arma de fogo dentro de uma bolsa caída no chão, e, em seu manuseio, acabou realizando o tiro acidental. 

Outro detalhe de relevância é que a dupla de norte-americanos estava em liberdade condicional, tendo sido condenados anteriormente por negligência infantil e uso de substâncias narcóticas. Seu histórico criminal por si só, aliás, proibia sua posse de armas, conforme repercutido pela NBC News.

Consequências

Maria Ayala foi acusada pelo homicídio culposo de seu marido na última segunda-feira, 6. 

Agora essas crianças perderam seus pais, seu pai está morto, sua mãe está presa e um menino tem que viver sabendo que atirou contra seu pai", afirmou Mina à imprensa.