Notícias » Brasil

Homem negro é obrigado a tirar roupa após ser acusado injustamente de furto em supermercado

Constrangido com a situação, o homem ficou nervoso e começou a chorar, tendo de ser acalmado pelos funcionários

Redação Publicado em 09/08/2021, às 10h18

Registro da abordagem no supermercado
Registro da abordagem no supermercado - Divulgação/EPTV

Um homem de 56 anos de idade realizou uma denúncia contra funcionários de um supermercado de Limeira, no interior do estado de São Paulo. Segundo o portal G1, ele afirma ter sido obrigado a tirar a roupa para provar que não tinha roubado produtos do estabelecimento. O caso ocorreu na última sexta-feira, 6.

De acordo com o boletim de ocorrências, realizado no sábado, dois seguranças abordaram a vítima suspeitando de que ela havia furtado produtos do estabelecimento.

Conforme declarou a esposa do acusado, em entrevista à afiliada da TV Globo, EPTV, o marido foi ao supermercado para pesquisar preços e decidiu não comprar nada. Quando ele saiu da loja, foi abordado pelos funcionários, que o obrigaram a tirar a blusa de frio e a calça.

Devido à situação constrangedora, homem, que é negro, começou a chorar e teve de ser acalmado pelos funcionários. As pessoas que estavam presentes no local criticaram a atitude dos seguranças, sendo que muitos a consideraram racista. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Já o supermercado decidiu afastar os funcionários envolvidos e declarou, em nota, que realizará uma sindicância para apurar o que aconteceu, afirmando que não orienta abordagens constrangedoras.