Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Homem que matou a irmã por "defesa de honra" é absolvido no Paquistão

Qandeel Baloch, que ficou famosa devido a postagens sensuais, foi morta pelo irmão

Redação Publicado em 15/02/2022, às 15h38

Muhammad Waseem, o homem que matou Qandeel Baloch - Divulgação / YouTube / WION
Muhammad Waseem, o homem que matou Qandeel Baloch - Divulgação / YouTube / WION

Um homem que assassinou sua irmã, uma influencer chamada Qandeel Baloch, que ficou famosa por suas postagens sensuais nas redes sociais, foi absolvido por um Tribunal de Apelação no Paquistão na última segunda-feira, 14.

Muhammad Waseem, admitiu ter estrangulado Qandeel Baloch, que tinha 26 anos, em 2016, devido a postagens dela nas redes sociais. Em seus perfis, a paquistanesa dizia que buscava mudar a "típica mentalidade ortodoxa" da população paquistanesa.

A morte de Baloch chocou o país, e acabou fazendo com que o governo do Paquistão mudasse suas leis sobre assassinatos cometidos por homens, pela honra familiar, contra mulheres. As informações são da Deutsche Welle. 

Wassem fez um apelo contra a condenação à prisão perpétua que recebeu durante o ano de 2019, e o tribunal da cidade de Multan acabou derrubando a sentença depois de testemunhas retirarem seus depoimentos. 

No Paquistão, segundo a Deutsche Welle, quando se trata de crimes de honra, a libertação de um condenado não depende mais apenas do perdão de seus familiares. A mãe de Muhammad Waseem, no entanto, mandou uma carta ao tribunal afirmando que havia perdoado o crime de seu filho. Não se sabe se o documento influenciou a decisão dos juízes.