Notícias » Nazismo

Homem que sacudiu bandeira nazista em sacada de apartamento é identificado

Caso gerou enorme repercussão nas redes sociais nos últimos dias. Relembre!

Fabio Previdelli Publicado em 20/05/2021, às 12h07

Homem sacudindo a bandeira nazista em apartamento em SC
Homem sacudindo a bandeira nazista em apartamento em SC - Divulgação/Twitter/Rodrigo Sartori

No último final de semana, a equipe do site do Aventuras na História relatou o caso de um homem que foi flagrado na sacada de seu apartamento, em Florianópolis, Santa Catarina, abanando uma bandeira com a suástica nazista. O caso gerou enorme repercussão nas redes sociais. 

Agora, segundo informações do UOL, o responsável pelo ato foi identificado pela Polícia Civil de SC, e as autoridades da 1ª Delegacia de Polícia da Capital informaram que o inquérito do caso também já foi concluído e encaminhado ao Judiciário. 

"Foram tomadas as devidas medidas legais e aberta investigação para apurar autoria da possível prática do crime previsto na Lei 7.716/89”, revelou o comunicado. Como explicou a matéria do Aventuras, a lei proíbe a distribuição ou veiculação de símbolos ou ornamentos que usam a suástica para a divulgação do nazismo no Brasil

O gesto feito pelo homem, como aponta o UOL, pode gerar multa e uma pena, que pode variar entre um a três anos de reclusão. Depois que o sujeito foi achado, seu advogado levou a bandeira até a delegacia, onde está retida.  

Inicialmente, o ato foi investigado pelo Núcleo de Enfrentamento aos Crimes de Racismo e Intolerância (Necrim), que desde 2020, ano de sua criação, investiga, identifica e combate núcleos que cultuam a ideologia nazista em Santa Catarina.  

Segundo o prefeito da cidade Gean Loureiro, o autor do gesto supostamente sofre de problemas psiquiátricos. Porém, ele pediu para que a Secretária Municipal de Segurança Pública investigue essa possibilidade. 

“Nazistas não são bem-vindos", declarou Loureiro, que acrescentou que “a investigação definirá se é mesmo [problema] psiquiátrico ou desvio de caráter, ou os dois. (...) Toda essa repercussão negativa sobre o caso demonstra que a nossa cidade não tolera nazismo". 

Relembre o caso!

Na noite da última quinta-feira, 13, o Twitter ficou agitado por conta de uma alarmante postagem que mostrava um homem abanando uma bandeira nazista na sacada de seu prédio, que fica localizado em Florianópolis, Santa Catarina.  

Segundo matéria publicada pelo Catraca Livre, o episódio causou a indignação de diversos usuários da rede social, já que as imagens mostram claramente a intenção do homem de exibir o símbolo nazista

Segundo a lei 7.716/89 da Constituição, a distribuição ou veiculação de símbolos ou ornamentos que usam a suástica para a divulgação do nazismo no Brasil é proibida. Assim, a vereadora petista Carla Ayres registrou um Boletim de Ocorrência para que a Polícia Civil apurasse o caso.   

O episódio vai de encontro com uma pesquisa dirigida pela antropóloga Adriana Abreu Magalhães Dias, da Universidade Estadual de Campinas, que foi repercutida pela equipe do site do Aventuras na História no ano passado. O levantamento diz que há ao menos 334 células neonazistas identificadas no Brasil — sendo a maioria delas nas regiões sul e sudeste do país.