Notícias » Crimes

Homem que se dizia 'advogado da loteria' roubou milhões de vencedores

Em um esquema bem orquestrado, Jason Kurland dizia estar investindo o dinheiro dos ganhadores quando, na verdade, repassava a quantia pra seus parceiros

Pamela Malva Publicado em 19/08/2020, às 14h28

Imagem meramente ilustrativa de cartelas de loteria
Imagem meramente ilustrativa de cartelas de loteria - Divulgação/Pikist

Sempre que ganham na loteria, os vencedores passam por momentos de pura euforia. E foi exatamente desse sentimento que Jason Kurland, um advogado de Long Island, se aproveitou durante anos, roubando o dinheiro das pessoas.

Conhecido como o “advogado da loteria”, apelido que ele mesmo criou, Jason foi acusado de comandar um esquema minucioso, que roubava dos ganhadores da loteria. Segundo a promotoria, foram embolsados mais de $ 100 milhões em prêmios.

Ainda de acordo com as autoridades federais do Brooklyn, o advogado abordava suas vítimas logo que elas ganhavam o dinheiro e, assim, dizia que faria investimentos em nome dos vencedores. Grande parte da quantia, contudo, ia parar nas mãos da máfia.

Jason Kurland em vídeo sobre estratégias de loteria / Crédito: Diuvlgação/Youtube

 

Com clientes espalhados por todo os Estados Unidos, Jason aplicou milhões de dólares em investimentos duvidosos, administrados por Christopher Chierchio. Nesse sentido, a parceria foi selada através de propina, segundo afirmam os promotores.

A fraude começou em meados de 2018 e foi completamente desmascarada na terça-feira, 18. Além de Jason e Christopher, outros dois sócios foram acusados de envolvimento no caso: o ex-corretor Francis Smookler e Frangesco Russo.

No final, a juíza Lois Bloom acusou os quatro suspeitos de fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e conspiração. Todos, contudo, se declararam inocentes e foram libertados sob fianças milionárias.