Notícias » Estados Unidos

Homem se irrita com falta de distanciamento social e agride outra pessoa em piscina

Inusitado caso aconteceu no estado americano da Flórida. “Rayford disse a ele [vítima] para se afastar, que ele estava muito perto”, diz o relatório da polícia sobre os momentos antes da agressão

Fabio Previdelli Publicado em 02/02/2021, às 13h40

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

À medida que muitas pessoas quebram a quarentena como se a pandemia não existisse mais, outras fazem de tudo para manter o distanciamento social e se tornar neuróticas quando um alguém desconhecido se aproxima.  

Um caso que ilustra bem esse segundo grupo de pessoas aconteceu em uma piscina em Naples, no estado norte-americano da Flórida. Tudo começou quando Rayford Smith, de 53 anos, estava sentado relaxando em um banco quando um homem se aproximou dele. “Rayford disse a ele para se afastar, que ele estava muito perto”, afirma o relatório da polícia. 

Foto de Rayford Smith / Crédito: Divulgação

 

O segundo rapaz se distanciou, mas voltou a ficar próximo de Smith minutos depois. Foi então que ele se descontrolou e empurrou a vítima no chão e desferiu golpes contra todo seu corpo, o que, inclusive, quebrou a dentadura do agredido, que também levou vários chutes e teve o rosto todo pisado.  

Foi aí que Abela Jean, uma das funcionárias do espaço, ouviu a vítima gritar e correu para a área da piscina, onde encontrou Rayford parado ao lado dela com o pé em seu rosto. Ele estava prestes a pisar mais uma vez na face do agredido, mas acabou sendo impedido por Jean.  

Imediatamente a polícia foi acionada e Rayford Smith acabou sendo preso por agressão, tendo sua audiência marcada para o próximo dia 25. Já a vítima foi levada para o hospital, onde recebeu tratamento médico. Ela não teve sua identidade revelada por causa da Lei de Marsy, uma lei estadual que mantém as informações da vítima em sigilo.