Notícias » Estados Unidos

Homem se recusa a ter a temperatura medida e é preso durante visita ao Disney World

Kelly Sills alegou ter pago 15 mil dólares para passar cinco dias com sua família no local. No entanto, ele foi detido logo no primeiro deles

Fabio Previdelli Publicado em 05/04/2021, às 13h22

Entrada do Disney World
Entrada do Disney World - Getty Images

Durante uma visita ao Disney World, na Flórida, nos Estados Unidos, um homem de 47 anos acabou sendo preso por um motivo um tanto quanto inusitado. As informações foram divulgadas por veículos de imprensa norte-americanos e repercutidos pelo UOL. 

O caso em questão aconteceu no dia 13 de fevereiro, mas só se tornou público agora. Na ocasião, Kelly Sills, morador de Baton Rouge, no estado da Louisiana, acabou sendo abordado por seguranças do parque enquanto estava em um dos restaurantes.  

Segundo relatado, ele havia pulado a fila de triagem destinada a medir a temperatura dos visitantes — uma norma comum no parque em tempos de pandemia. Posteriormente, ele acabou sendo abordado por seguranças do local enquanto estava em um restaurante.  

Sills, então, teria se recusado a deixar o local e começou a gritar. Os seguranças, de acordo com o relatório e prisão do Gabinete do Xerife do Condado de Orange, disseram que ele era acusado de invadir um espaço sem autorização.  

Porém, já algemado, ele rebateu as acusações: “Eu paguei US$ 15 mil [algo em torno dos 86 mil reais]. Você não pode me acusar de invasão se eu paguei 15 mil”. Os registros do tribunal apontam que ele se declarou inocente do crime de invasão de propriedade. 

Ao The Washington Post, Kelly disse que teria permitido “alegremente” que sua temperatura fosse medida, porém, acabou se confundindo e usou uma das vias de saída para entrar no local. Além disso, ele culpou os funcionários do parque por toda a confusão, os chamando-os de nazistas e mafiosos. 

Mesmo assim, ele também concordou que estava “um pouco mal-humorado" quando tudo aconteceu. Quando estava sendo escoltado, no entanto, Sills acabou mudando de ideia e disse que permitiria que sua temperatura fosse medida. “Você pode medir minha temperatura antes de me expulsar, por favor?”. 

“Eles farão isso na prisão”, respondeu um dos policiais. Assim, Kelly acabou sendo preso no primeiro entre os cinco dias que teria com sua família no parque. "Covid é uma coisa muito séria, mas minhas férias com minha família também são".