Notícias » Arte

Homem Vitruviano causa polêmica ao ser emprestado para o Louvre

A decisão causou controvérsia entre pesquisadores da Itália

Isabela Barreiros Publicado em 22/10/2019, às 14h37

None
Getty Images

O Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci estará na próxima exposição do Louvre, em Paris, que homenageia o pintor no 500º aniversário de sua morte. A exibição está prevista para acontecer entre 24 de outubro e 24 de fevereiro de 2020.

O empréstimo feito pela Itália gerou polêmica entre alguns pesquisadores. Eles ainda fizeram um último apelo para tentar evitar a ação, mas o recurso pedido pelo grupo patrimonial Italia Nostra foi recusado pelo o Tribunal Administrativo de Veneto, que alegou que a denúncia “não apresentava provas suficientes”, segundo a rádio italiana RTL.

Crédito: Getty Images

 

Cristina Ruiz, diretora da Italia Nostra na Itália e Lidia Fersuoch, do jornal Art Journal, atestaram que o desenho de 530 anos é muito frágil para realizar viagens e ser exposto por tanto tempo ao público. Por ser extremamente frágil e antigo, ele só pode ser apresentado por curtos períodos de tempo.

De acordo com as especialistas, caso o esboço esteja na exposição em Paris, ele precisará ser guardado por volta de uma década. A última exibição da gravura foi na Academia de Belas Artes de Veneza, de 17 de abril a 14 de julho deste ano. Antes disso, a última aparição da obra foi apenas em 2013.