Notícias » Bizarro

Homens são presos no Irã por traficar bebês via anúncios no Instagram

A quadrilha oferecia valores para famílias pobres com recém nascidos, prometendo dar uma melhor oportunidade de vida aos pequenos

Wallacy Ferrari Publicado em 25/06/2020, às 07h00 - Atualizado às 07h33

Imagem ilustrativa de celular com redes sociais
Imagem ilustrativa de celular com redes sociais - Wallpaper Flare

Três homens foram detidos pela polícia do Irã na última quarta-feira, 24, por suspeita de tentar vender dois bebês — sendo uma criança de 20 dias e outra de 8 meses — na rede social Instagram. A comercialização chegou a ser oferecida com anúncios patrocinados, sem relações com o órgão de adoção governamental.

Os recém-nascidos eram comprados pela quadrilha por aproximadamente US$ 500 (aproximadamente R$ 2,6 mil) e eram revendidos no perfil por valores a partir de US$ 2 mil (cerca de R$ 10 mil). De maneira indiscriminada, os anúncios eram pagos e de fácil acesso na região das vendas, com aproximadamente 15 páginas de fotos dos bebês.

De acordo com a BBC, um dos detidos explicou que a equipe arranjava os bebês oferecendo propostas financeiras para famílias pobres, além de prometer para as famílias que os jovens tivessem "um futuro melhor".

O chefe de polícia do Teerã, o brigadeiro-general Hossein Rahimi esclareceu que, assim que tomou ciência da publicação, já acionou a polícia para efetuar buscas entre os seguidores e possíveis compradores para identificar algum extravio ilegal de crianças, possivelmente adquiridas da quadrilha.