Notícias » Paleontologia

Humanos primitivos extintos tinham o hábito de comer socialmente, revela estudo

Com a localização de instrumentos e uma carcaça de cavalo, pesquisadores concluíram que nossos ancestrais saíam para se alimentar em grupos

Wallacy Ferrari Publicado em 17/08/2020, às 07h14

Pintura remonta reunião para alimentação
Pintura remonta reunião para alimentação - UCL Institute of Archaeology

Uma equipe de pesquisadores da University College London (UCL) localizaram diversos itens que oferecem informações sobre os hábitos alimentares e vida social dos primeiros humanos em um antigo sítio arqueológico em Sussex, na Inglaterra. O local de escavação é datado há cerca de 480 mil anos atrás.

No local, os arqueólogos apontam que um açougue esteve presente há quase meio milhão de anos, onde, com a ajuda de ferramentas de sílex, extraíam, limpavam, processavam e distribuíam a carne, de maneira que realizassem, ainda no local, um banquete. As ferramentas e resquícios da carcaça com diversos golpes foi localizada pelos estudiosos.

Alguns dos itens de sílex encontrados juntos as carcaças / Crédito: UCL Institute of Archaeology

 

O líder do projeto pela UCL, Dr. Matthew Pope, acrescentou na publicação da Phys: “Esta foi uma oportunidade excepcionalmente rara de examinar um local praticamente deixado para trás por uma população extinta, depois que eles se reuniram para processar totalmente a carcaça de um cavalo morto na borda de um pântano costeiro”.

O projeto foi financiado pela Historic England com o Arts and Humanities Research Council (Universidade de Bradford's Fragmented Heritage) com o apoio do UCL Institute of Archaeology, Natural History Museum (apoiado pela Calleva Foundation) e o British Museum.