Notícias » Europa

Iate de R$ 376 milhões do homem mais rico da Rússia é confiscado na Itália

A apreensão faz parte das sanções a milionários russos após a invasão do país na Ucrânia

Wallacy Ferrari Publicado em 06/03/2022, às 10h41

Iate Lady M capturado em imagens de drone
Iate Lady M capturado em imagens de drone - Divulgação / YouTube

Em meio as sanções europeias contra a Rússia, diversas propriedades de cinco milionários russos foram confiscadas em uma grande operação realizada pela polícia italiana no último sábado, 5. Em meio as apreensões nos luxuosos locais do país, como a ilha da Sardenha, no Lago Como e na Toscana, dois super-iates foram encontrados.

Entre eles, o ativo de maior valor localizado pelos agentes foi um iate com 65 metros de comprimento pertencente ao homem mais rico da Rússia, Alexey Mordashov; nomeado como “Lady M”, a embarcação, sem os móveis que a equipa internamente, é avaliada em ao menos 65 milhões de euros (cerca de R$ 376 milhões na cotação atual).

Além do impressionante veículo marítimo, uma mansão do bilionário Alisher Usmanov, avaliada em 17 milhões de euros (aproximadamente R$ 94 milhões), foi alvo da operação policial, sendo tomada até segunda ordem. Ela fica ao lado do mar Mediterrâneo, na ilha de Sardenha.

A operação visa penalizar pessoas de alto poder aquisitivo e ligados ao governo de Vladimir Putinna Rússia para pressionar a retirada de tropas, atingindo inclusive aliados diretos do chefe de estado, como Gennady Timchenko, que teve um barco de luxo de 50 milhões de euros confiscado (cerca de R$ 276 milhões).