Notícias » Crime

Idosa é condenada por morte de família brasileira na Sardenha

O caso aconteceu em 2013, durante a passagem do ciclone Cleópatra

Redação Publicado em 08/09/2021, às 10h37

Na imagem, um malhete
Na imagem, um malhete - Getty Images

Uma italiana de 74 anos foi condenada, nesta quarta-feira, 8, pela morte de uma família brasileira durante a passagem do ciclone Cleópatra, na Sardenha em novembro de 2013. Segundo o UOL, Izael Passoni, de 42 anos, sua mulher, Cleide Mara Rodrigues, de 39, e os dois filhos do casal, Weriston e Laine Kellen, de 21 e 17 anos respectivamente, morreram afogados no porão onde moravam em Arzachena, após uma inundação.

Conforme a fonte, a dona do imóvel, Nicolina Poggianti, seria condenada a dois anos de prisão por múltiplo homicídio culposo pelo Tribunal de Tempio Pausania. Contudo, em razão da idade avançada, a juíza Camilla Tesi suspendeu a pena. Agora, Poggianti somente poderá ir para a cadeia em caso de reincidência.

Segundo o site, a italiana havia cedido o porão para a família morar de maneira gratuita, um local considerado "inabitável" pelo Ministério Público. Assim, em vez de pagar aluguel, os quatro, que passavam por dificuldades financeiras, cuidavam da vila onde ficava o apartamento, também de propriedade da idosa.

Infelizmente, os brasileiros não conseguiram escapar do local quando o mesmo foi inundado, já que a água havia tomado conta da única saída. Eles também não conseguiram subir para os andares superiores do imóvel, uma vez que a idosa mantinha a porta de acesso trancada.