Black Friday Amazon 2021
Notícias » Alemanha

Idosa que fugiu de julgamento de crimes da época do Holocausto afinal comparece ao tribunal

A senhora alemã teria começado a trabalhar em um campo de concentração quando tinha apenas 18 anos

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 19/10/2021, às 17h13

Fotografia meramente ilustrativa de campo de concentração de Auschwitz
Fotografia meramente ilustrativa de campo de concentração de Auschwitz - Divulgação/ Pixabay/ lararcv

Irmgard Furchner, a alemã de 96 anos de idade que em setembro fugiu do julgamento que analisaria suas ações em um campo de concentração nazista durante a Segunda Guerra, compareceu ao tribunal nesta terça-feira, 19. 

A idosa alemã teria ocupado em sua juventude o cargo de datilógrafa em Stutthof durante dois anos (1943 -1945), e é acusada de ter colaborado com o genocídio de 11.412 pessoas. 

Segundo repercutido pelo UOL, Irmgard chegou ao tribunal em cadeira de rodas e com roupas que ocultavam seu rosto quase que completamente. A sessão que ocorreu hoje estava prevista para 30 de setembro, porém precisou ser adiada após a senhora ter fugido de sua casa. Ela foi detida naquele mesmo dia, algumas horas mais tarde. 

Um detalhe curioso é que Furchner está sendo julgada por um tribunal de adolescentes, uma vez que tinha apenas 18 anos de idade quando começou a trabalhar no campo de concentração nazista. 

Recentemente, alemães estão sendo julgados pelos crimes que cometeram décadas atrás durante o Holocausto. O esforço é resultado de uma tentativa tardia, porém determinada, de conseguir justiça para as vítimas da crueldade dos nazistas.