Notícias » Inglaterra

Igreja na Inglaterra cobre placa que homenageava traficante de escravos

O monumento dedicado a John Gordon será removido do santuário de St Peter's, em Dorcheste

Penélope Coelho Publicado em 29/09/2020, às 15h36

St Peter's Church, em Dorchester, Inglaterra
St Peter's Church, em Dorchester, Inglaterra - Wikimedia Commons

De acordo com informações publicadas pela BBC, nesta terça-feira, 29, a igreja de St Peter's, em Dorcheste, Inglaterra, decidiu cobrir a inscrição em uma pedra, que relembrava a trajetória John Gordon, conhecido traficante de escravos do século 18. Sabe-se que futuramente, este tributo será removido do local. 

Na placa está escrito que Gordon fora enterrado nas redondezas da cidade. O texto continua fazendo uma saudação pela "bravura" e "humanidade" de John, além de comentar sua força “instrumental em reprimir o levante de escravos de 1760 em toda a Jamaica”. Na ocasião, cerca de 500 escravos morreram nas mãos das forças coloniais.

Detalhes da placa em homenagem a John Gordon / Crédito: Divulgação

 

De acordo com a publicação, a decisão da igreja se deu após o pedido de ativistas em meio aos protestos antirracistas ao redor do mundo, que colocaram em pauta a presença de monumentos que prestam homenagens a figuras envolvidas em casos racistas. Os ativistas descreveram a placa em Dorcheste como "uma glorificação explícita da dominação branca e da repressão de pessoas escravizadas".

Segundo a diretora da capela Val Potter, a placa deve ser retirada e oferecida a um museu para fins educacionais. Atualmente, a instituição está aguardando a burocracia da igreja para a autorização da remoção. "Vai levar algum tempo, porque a igreja tem um sistema de planejamento. Então estamos falando de meses", explicou a diretora.

Por sua vez, Val comentou que até sua retirada, a placa continuará coberta: “Este memorial foi coberto porque comemora ações e usa uma linguagem que é totalmente inaceitável para nós hoje”, finalizou.