Notícias » Islândia

Igreja na Islândia retrata Jesus Cristo como transgênero

Após um comunicado, a instituição explicou que a representação tinha como objetivo “abraçar a sociedade como ela é"

Caio Tortamano Publicado em 26/09/2020, às 12h03

Ilustração mostra Jesus de barba e maquiagem
Ilustração mostra Jesus de barba e maquiagem - Divulgação

A Igreja Nacional da Islândia causou polêmica quando, em anúncio que convidava crianças para uma escola dominical, retratou Jesus Cristo como transgênero. Isso porque o desenho mostrava a figura religiosa com seios, barba e maquiagem.

Segundo o Daily Mail, a igreja se desculpou em comunicado, afirmando que “lamenta que a imagem de Jesus em um anúncio da escola dominical tenha ferido a pessoas”. Ainda de acordo com a congregação, a intenção era “enfatizar a diversidade, não machucar ou chocar”.

O porta-voz da igreja, Petur Georg Markan, explicou que a representação tinha como objetivo “abraçar a sociedade como ela é. Temos todos os tipos de pessoas e precisamos nos treinar para falar com Jesus sendo de todos os tipos”.

Agora, a igreja já está trabalhando em uma nova campanha, ainda com o mesmo artista. O projeto custou o equivalente a 78 mil reais, e de acordo com a justificativa de Markan, a motivação por trás dessa representação era para que todas as pessoas se vejam em Jesus.

Apesar disso, ele estava ciente da reação que o desenho causaria na internet: “Sabemos que nem todos concordam que Cristo deveria aparecer assim, e é claro que respeitamos isso”. Segundo o mbl.is, o anúncio foi removido do site e do Facebook da instituição.