Notícias » Ciência

A ilha de Nuie foi declarada como “a primeira nação do céu escuro” do mundo

A pequena nação localizada no Pacífico Sul, acaba de ser nomeada como um local internacional por apresentar um ambiente noturno perfeito

Paola Churchill Publicado em 12/03/2020, às 14h00

O céu de Nuie foi considerado o céu mais escuro do mundo
O céu de Nuie foi considerado o céu mais escuro do mundo - Wikimedia Commons

A International Dark-Sky Association (IDA),organização sem fins lucrativos, declarou a ilha de Nuie, o ambiente noturno naturalmente escuro, sem intervenções da poluição e luminosidade internacional, como a "primeira nação do céu escuro" do mundo.

A CEO do turismo em Niue diz que o povo está orgulhoso e encantando por receber um reconhecimento tão importante. "Ser o primeiro país inteiro a se tornar um país do céu escuro é uma conquista enorme para uma pequena nação do Pacífico com uma população de pouco mais de 1.600".

Esses lugares conhecidos internacionalmente pelo céu escuro são espaços reconhecidos por manter o ambiente noturno naturalmente em um breu. Existem 130 locais como esse por todo o mundo, podendo citar parques, reservas e comunidades locais, mas nunca antes foi oferecido tal honra para um país.

O governo do país ainda afirma que vai aprimorar seus recursos para preservar mais ainda essa honraria, o objetivo é diminuir a poluição luminosa desnecessária para garantir os costumes tradicionais e a aprimorar ainda mais a visão das estrelas.