Notícias » Peru

Império Wari do Peru viveu 500 anos de paz graças à cerveja e festivais que “mantinham as pessoas unidas”, revela estudo

Um recente artigo apresenta a importância da cerveja para a sociedade peruana

Alana Sousa Publicado em 23/04/2019, às 10h00

Copo artesanal usado por povos Wari
Copo artesanal usado por povos Wari - Reprodução

Um artigo publicado na revista Sustainability revelou que o Império Wari viveu 500 anos de paz graças à cerveja e comemorações. O império peruano reinou entre os anos 500 e 1.100, e alcançou seu declínio com a formação do Império Inca.

E a cerveja era parte importante do cotidiano da população Wari. “Achamos que essas instituições de cerveja realmente formaram uma unidade entre essas populações, mantendo as pessoas unidas”, contou Ryan Williams, curador-associado do Field Museum of Natural History.

O estudo mostrou que essa população realizava cerimônias religiosas em que a cerveja era parte fundamental. A bebida era preparada de uma forma peculiar, obrigando seu rápido consumo para manter a integridade do produto. Essa pode ser uma das explicações para a presença contínua do álcool nas festividades.

Os peruanos chamavam a bebida de chicha. Ela era feita a partir da fermentação de grãos de milho e pimenta, e ingerida em vasos de cerâmica decorados para parecerem com deuses e líderes Wari.

O império tinha um estabelecimento que funcionava como uma microcervejaria. Era uma casa de produção, sendo que as cervejarias e tavernas ficavam ao lado. Lá, as pessoas entravam para festejar e afirmar sua lealdade ao Império Wari.

O autor do artigo acredita que essa foi a razão da estabilidade que durou anos e permitiu que  o império permanecesse pacífico. “Este estudo nos ajuda a entender como a cerveja alimentou a criação de organizações políticas complexas”, escreve Williams.

Os resultados foram alcançados por uma escavação em um local, que funcionava como cervejaria, descoberto há 20 anos, em Cerro Baúl, nas montanhas do sul do Peru. Na antiga taverna, os especialistas foram capazes de aplicar novas tecnologias para capturar informações sobre como a chicha foi produzida, e o que significou para essas sociedades no passado.

O fim da tradição de festividade foi trágico. Quando o império Wari estava em colapso, com a chegada dos incas, as pessoas destruíram suas comunidades e incendiaram a cervejaria no Cerro Baúl, deixando-a em uma estado que seria impossível reutilizar o estabelecimento -- colocando fim ao período pacífico regado a cerveja!