Notícias » Arqueologia

Impressionantes análises em dentes sugerem sexo entre neandertais e o Homo Sapiens

Análise do material encontrado há mais de um século revela semelhanças curiosas

Giovanna Gomes Publicado em 02/02/2021, às 09h29

Homem neandertal
Homem neandertal - Divulgação

De acordo com um estudo originalmente publicado no Journal of Human Evolution, o sexo entre neandertais e humanos modernos era comum.

A conclusão foi possível a partir da análise de dentes de neandertais datados de 48.000 anos, encontrados em Jersey, território localizado entre a Inglaterra e a França. As informações foram repercutidas pelo Daily Mail.

Os onze dentes foram descobertos por arqueólogos da Société Jersiaise há mais de um século, entre 1910 e 1911, na caverna La Cotte de St Brelade.

De início, acreditava-se que eles pertenciam a um único indivíduo, contudo, os novos estudos sugerem que, na verdade, pertenciam ao menos a dois neandertais.

Uma observação importante é que os dentes descobertas apresentam características distintas. Ao mesmo tempo em que o colo dental se assemelha ao dos humanos modernos, também apresenta uma crista transversal assim como os dos neandertais, o que faz com que os pesquisadores considerem que o cruzamento entre as duas espécies era comum.

“Encontramos as mesmas combinações incomuns de neandertais e traços humanos modernos nos dentes de ambos os indivíduos neandertais identificados”, explicou Chris Stringer, que além de autor da pesquisa também atua como líder de pesquisa em origens humanas e professor do Museu de História Natural de Londres. “Nós consideramos essa a evidência direta mais forte (de cruzamento) encontrada em fósseis, embora ainda não tenhamos evidências de DNA para comprovar isso”.

Além disso, é possível que os dentes encontrados sejam alguns dos mais recentes conhecidos, uma vez que os neandertais foram extintos há 40 mil anos.

"Os humanos modernos se sobrepuseram aos neandertais em algumas partes da Europa, 45.000 anos atrás", afirma Stringer. “As características incomuns desses indivíduos de La Cotte sugerem que eles poderiam ter tido uma ancestralidade humana dual neandertal-moderna', concluiu.

Veja o estudo completo aqui.