Notícias » Arte

Incrível arte minoica de macacos azuis é estudada na ilha de Creta, na Grécia

Os pesquisadores acreditam que a cor na qual eles foram retratados esteja associada ao divino

Isabela Barreiros Publicado em 17/04/2020, às 08h00

As pinturas de macacos encontradas em Creta
As pinturas de macacos encontradas em Creta - Antiquity Publications

Afrescos encontrados no sítio arqueológico de Acrotíri, na ilha de Thera e Knossos, em Creta, foram estudados por especialistas da Universidade Aristóteles de Salonica e do Instituto Venezuelano de Pesquisa Científica. A arte representava dois macacos, ambos pintados em cor azul.

Segundo os pesquisadores Bernardo Urbani e Dionisios Youlatos, a obra foi feita pela civilização minoica, que viveu na Grécia, mais especificamente na ilha, durante a Idade do Bronze. O artigo que examina as obras, publicado na revista científica Antiquity, afirma que "os minoicos estavam familiarizados com duas espécies de macacos cercopithecídeos: vervets e babuínos".

Esses animais eram vistos mais comumente no nordeste da África. O realismo com qual o povo grego retratou os macacos pode indicar que eles os tenham na vida real e em seu habitat natural, ou seja, viajando para a região. Essa nova possibilidade pode transformar nossa compreensão da Idade do Bronze, revelando que as civilizações podem ter sido mais interconectadas do que se pensava.

Além disso, a representação dos primatas em azul também pode indicar que eles tiveram contato com os egípcios. A influência é sugerida por meio da utilização da cor azul para pintar os animais, que indicam uma conexão com o divino.