Notícias » Índia

Indiano que soltou cobra na cama da esposa para matá-la é condenado à prisão perpétua dupla

A sentença de Sooraj Kumar é considerada rara no país

Penélope Coelho Publicado em 13/10/2021, às 11h28

Imagem meramente ilustrativa de cobra
Imagem meramente ilustrativa de cobra - Divulgação/Pixabay/Cifer88

Nesta quarta-feira, 13, um indiano do estado de Querala, que foi condenado por matar sua esposa após soltar uma cobra propositalmente para picá-la, recebeu uma sentença considerada rara no país: prisão perpétua dupla.

Sooraj Kumar foi preso no ano passado, após Uthra de 25 anos, morrer em decorrência da picada da serpente. Ao investigarem o caso, as autoridades entenderam que Kumar foi o culpado pela morte, por soltar uma cobra na cama da mulher enquanto ela dormia. A motivação teria sido o dote de casamento.

De acordo com informações da BBC, a família da vítima passou a desconfiar da morte da jovem, já que semanas antes ela havia sido picada por uma serpente chamada víbora-de-russell e se recuperava do ocorrido, quando foi encontrada morta, em maio de 2020, pelo mesmo motivo.

Segundo a polícia, após encontrarem o homem que ajudou Sooraj a conseguir as cobras, ficou claro que ele foi responsável por ambas as ações.

Por considerarem o caso extremamente raro, a sentença do indiano também foi incomum. Além de prisão perpétua dupla, o homem deverá pagar uma multa de 500 mil rúpias, aproximadamente 6.635 mil dólares.