Notícias » Inglaterra

Inglaterra: Idosa de 90 anos é a primeira pessoa a receber a vacina contra o novo coronavírus no país

‘Finalmente posso pensar em passar um tempo com minha família e amigos’, diz Margaret Keenan após ser vacinada. Veja o vídeo!

Penélope Coelho Publicado em 08/12/2020, às 11h30

Senhora de 90 anos recebendo a vacina contra a Covid-19
Senhora de 90 anos recebendo a vacina contra a Covid-19 - Divulgação/Youtube/ITV News/8.dez de 2020

Nesta terça-feira, 8, uma idosa de 90 anos chamada Margaret Keenan, se tornou a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid-19 na Inglaterra. A mulher recebeu o imunizante desenvolvido pela Pfizer em parceria com a BioNTech. As informações são do portal de notícias UOL.

A senhora recebeu a vacina no Hospital Universitário de Coventry, localizado no centro Inglaterra. A inglesa completará 91 anos na próxima semana e afirmou que receber a vacina foi o “melhor presente de aniversário antecipado”: “Me sinto muito privilegiada por ser a primeira pessoa a ser vacinada contra a Covid-19. É o melhor presente de aniversário antecipado que poderia esperar”, disse Keenan.

A avó de quatro netos também falou sobre a possibilidade de se reunir com seus familiares novamente “Isto significa que finalmente posso pensar em passar um tempo com minha família e amigos no Ano Novo, depois de ficar sozinha por grande parte do ano".

Confira o vídeo

Sobre a covid-19 

Atualmente, 50 hospitais na Inglaterra receberam as primeiras 800 mil doses da vacina desenvolvida pela Pfizer junto com a BioNTech, sendo a única já aprovada no território até o momento.

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, a Inglaterra registra atualmente 1.490.720 casos de infecção pela Covid-19. No país 53.747 mil pessoas já morreram vitimas da doença.

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.  

De lá pra cá, a doença já infectou mais de 67 milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando mais de 1.544.985 milhão de mortes, sendo mais de 177 mil delas apenas no Brasil, que está no segundo lugar entre os países onde mais pessoas morreram por complicações da Covid-19. O primeiro deles é os EUA, com mais de 283 mil.