Notícias » Modernidade

Injeção de 'visão noturna' permitirá que humanos enxerguem no escuro

O teste já foi realizado com sucesso em camundongos, e poderá vir a ser usado no futuro em seres humanos

Redação Publicado em 28/02/2019, às 14h34

Visão noturna
Visão noturna - Arquivo

Parece coisa de filme de ficção-científica, mas já está cada vez mais próximo de se tornar realidade: em um futuro não tão distante, os humanos poderão enxergar perfeitamente no escuro!

Cientistas da Universidade de Ciência e Tecnologia da China desenvolveram com sucesso uma injeção que permitiu aos camundongos detectarem luz de infravermelho.

"Enquanto normalmente invisível, o infravermelho seria detectável por um brilho verde por alguém que recebeu as injeções", explicou o professor Tian Xue, da USTC, na revista Current Biology. "Em nosso estudo mostramos que tanto as hastes quanto os cones se ligam a essas nanopartículas e foram ativadas pela luz infravermelha próxima. Assim, acreditamos que essa tecnologia funcionará também no olho humano, não apenas para gerar uma super-visão, mas também para soluções terapêuticas em déficits humanos na visão de cor vermelha", completou.

A equipe chinesa, que trabalhou em parceria com a Escola de Medicina da Universidade de Massachusetts, injetou nanopartículas nos olhos dos camundongos. 

Essas partículas convertem as células que detectam a luz no olho, permitindo que detectem luz infravermelha, que normalmente têm comprimentos de onda muito longos para serem observados. Mas as partículas absorvem a luz infravermelha e produzem comprimentos de onda mais curtos que os cones podem detectar.

Os efeitos colaterais observados nos experimentos com os camundongos após as injeções foram córneas mais nebulosas, mas que desapareceram após uma semana. Outros testes não encontraram danos na estrutura da retina após as aplicações.

"Este é um assunto emocionante, porque a tecnologia que tornamos possível aqui poderia eventualmente permitir que os seres humanos enxerguem além de nossas capacidades naturais", completou Xue.