Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Anestesista

Inquérito: Estupro de grávida em trabalho de parto começou 50 segundos após marido deixar a sala

Anestesista iniciou estupro 50 segundos depois que o marido da vítima deixou o local

Redação Publicado em 19/07/2022, às 20h28

Anestesista aplicou medicamento 7 vezes para sedação de paciente que estuprou - Divulgação/Redes sociais
Anestesista aplicou medicamento 7 vezes para sedação de paciente que estuprou - Divulgação/Redes sociais

O anestesista Giovanni Bezerra, que estuprou paciente durante parto, teria aplicado 7 vezes um medicamento, provável para sedação na paciente. A informação se deu após análise do vídeo do momento do ato, através de um inquérito.

Giovanni será indiciado por estupro de vulnerável. O inquérito deverá ser enviado ao Ministério Público ainda nesta terça-feira,19. Denunciado pelo Ministério Público, Giovanni Bezerra tornou-se réu. A entidade pede uma indenização num valor não inferior a 10 salários mínimos.

O marido da vítima

Como aponta o G1, Giovanni Bezerra, que está sendo investigado por outros 40 possíveis casos de estupro, teria iniciado o ato 50 segundos depois que o marido da vítima deixou o local com o bebê.

Uma equipe de enfermeiros filmou o estupro cometido pelo anastesista, depois de esconder um celular em um armário com vidro escuro. A cena, que leva em torno de 10 minutos, mostra Giovannicom o pênis na boca da mulher, que está sedada.

O Ministério Público entendeu que já existem elementos suficientes para fazer a denúncia, mesmo que Polícia a Civil não tenha concluído o inquérito do caso. De acordo com os laudos, o vídeo gravado não possui quaisquer alterações.