Notícias » Império Romano

Inscrição de quase 2 mil anos revela suborno no Império Romano

Uma carta escrita pelo Septimus Severus e eternizada em uma rocha revela uma "contribuição em dinheiro", no mínimo, questionável

Alana Sousa Publicado em 02/12/2020, às 12h00

Inscrição romana
Inscrição romana - Divulgação/Kalin Chakarov

Uma nova tradução de uma inscrição romana feita em uma pedra (de 3 metros de altura e 1 metro de largura), escrita em grego antigo, trouxe à tona um suborno, até então, desconhecido pelos pesquisadores. Uma carta escrita pelo imperador Septimus Severus mostra um agradecimento por uma quantia de prata enviada por uma cidade, como forma de lealdade. A informação foi divulgada pelo portal Live Science.

Nicolay Sharankov, professor assistente no Departamento de Filologia Clássica da Universidade de Sofia, na Bulgária, foi o responsável por traduzir o texto milenar, após a reconstrução do objeto, em 2019, que havia sido encontrado destruído.

Na inscrição é possível reviver uma “contribuição em dinheiro”, enviada pela cidade de Nicópolis ad Istrum — hoje a Bulgária — ao imperador Severus, no ano de 198, século 2. Feliz pelo valor recebido, o governante enviou uma carta aos moradores que eternizaram em uma rocha.

“Vocês demonstraram assim que são homens de boa vontade e lealdade e estão ansiosos para ter melhor posição em nosso julgamento de vocês”, diz um dos trechos do texto de Septimus.

Monumento ainda em pedaços / Crédito: Divulgação/Kalin Chakarov

 

A metrópole era uma das mais importantes do império, e ao se verem na posição de optar por um novo líder, quando Commodus foi morto, apoiaram um dos perdedores. Pensando em uma forma de provar a lealdade ao imperador escolhido, juntaram moedas e lhe enviaram.

“É por isso que eles provavelmente decidiram escrever uma carta ao imperador, implorando-lhe misericórdia e trazendo-lhe a soma de 700.000 denários (moedas de prata romanas) como um presente por sua lealdade”, falou o arqueólogo Kalin Chakarov, em entrevista ao portal. Ele foi um dos especialistas que trabalhou na restauração do monumento — desenterrado em pedaços no ano de 1900.

Kalin continua: “O monumento restaurado recentemente é na verdade uma resposta do imperador Septimus Severo e seu filho Caracalla aos cidadãos de Nicópolis ad Istrum. Eles descrevem suas vitórias e afirmam que receberam este presente de pessoas que tomaram 'o lado certo’”.

Roma Antiga

A capital do império mais importante e poderoso que o mundo já conheceu: a Roma Antiga. Em seu ápice, ela era quase idêntica às metrópoles atuais (mas sem a poluição no ar, claro). Aliás, Roma era ainda mais apinhada que os exemplos anteriores: no ano 200 alcançou 1 milhão de habitantes e sua densidade demográfica atingiu 66 mil pessoas por km2 (hoje, a cidade mais apertada do mundo é Mumbai, na Índia, com 29650 pessoas por km2).

O Império Romano é mundialmente conhecido por sua cultura, arquitetura, literatura e história vasta, repleta de batalhas e traições.