Notícias » Brasil

Instituto Vladimir Herzog lança a versão virtual do acervo do jornalista

Pela primeira vez, o público pode ter acesso às produções de Herzog, além de se aprofundar na história do homem que foi vítima da ditadura militar

Penélope Coelho Publicado em 07/08/2020, às 10h55

Fotografia de Vladimir Herzog
Fotografia de Vladimir Herzog - Divulgação

Na comemoração daquele que seria o 83º aniversário de vida do jornalista Vladimir Herzog, o instituto homônimo (IVH) lançou em 26 de junho deste ano, a versão virtual do acervo de produções do escritor. 

Os mais de 1.700 itens foram colocados em um site de maneira permanente, entre as produções estão fotografias, textos e correspondências de Herzog. O objetivo do instituto é trazer o público para perto do jornalista — que foi assassinado de maneira brutal durante a ditadura militar, em outubro de 1975.

Com o site, o IVH pretende preencher uma lacuna histórica disponibilizando para o público arquivos da vida e obra de Vladimir. Entre os itens estão mais de mil fotografias, cerca de 60 cartas, documentos preservados pela família do jornalista, matérias jornalísticas, roteiros e alguns materiais inéditos — que foram digitalizados.

Após dois anos de pesquisa para entender qual seria a melhor forma de organizar todos esses itens, o acervo virtual finalmente foi lançado e apresentado de maneira didática a fim de que todos possam conhecer o legado de Vladimir Herzog.

“Lançarmos o Acervo neste momento é também um gesto simbólico de enfrentamento ao revisionismo histórico e de negação dos horrores promovidos pela ditadura militar no Brasil. Queremos falar do que Vlado produziu em vida, de suas críticas sociais infelizmente ainda atuais, de sua defesa da educação pública", afirma Rogério Sottili, diretor executivo do IVH.

Confira o arquivo virtual de Vladimir Herzog clicando aqui: https://www.acervovladimirherzog.org.br/