Notícias » Brasil

Internautas brasileiros criam grupo no Facebook para explicar anúncios mais absurdos da web

O grupo 'Vendas de coisas Absurdas 2.0', serve como uma ‘enciclopédia’ dos anúncios online. Entenda!

Redação Publicado em 22/01/2021, às 13h07

Imagem ilustrativa de rede social
Imagem ilustrativa de rede social - Divulgação/Pixabay

De acordo com informações publicadas nesta sexta-feira, 22, pelo TAB do UOL, usuários do Facebook no Brasil decidiram criar um grupo específico com o objetivo de explicar os anúncios mais bizarros que circulam na web.

Chamado de ‘Vendas de coisas Absurdas 2.0’, o grupo foi criado por Ane Aline da Silva, de 25 anos, com o intuito de se tornar uma verdadeira ‘enciclopédia’ que explica os diferentes tipos de anúncios que surgem no feed de cada usuário.

Atualmente, a comunidade on-line já possui mais de 56 mil membros que interagem na busca de revelar os bugs mais diferentes e divertidos que o algoritmo da rede social revela em sua página, ou seja, aquelas ofertas que não estão relacionadas com os interesses dos internautas.

Para Aline existe um motivo por trás desses anúncios “quanto mais absurdo for, mais chama a atenção. Isso fortalece o marketing e, consequentemente, aumenta as compras. Muitas pessoas clicam nesses anúncios só pela curiosidade e a estranheza que eles causam”, revelou a mulher em entrevista ao TAB.

De acordo com o Facebook, quanto mais o usuário interage com esse tipo de post patrocinado, mais anúncios como esses devem surgir em seu feed — já que assim a rede entende que o internauta está interessado nesse tipo de oferta. Fato é que os anúncios mais incomuns são aqueles que acabam virando meme e geram interação no ‘Vendas de coisas Absurdas 2.0’.