Notícias » Brasil

Internautas comentam o que acharam da série documental 'Elize Matsunaga: Era uma vez um crime', da Netflix

Produção lançada pela plataforma de streaming na última semana relembra um dos crimes mais chocantes do país

Redação Publicado em 10/07/2021, às 10h11

Elize durante as gravações
Elize durante as gravações - Divulgação/Netflix

Em maio de 2012, Marcos Kitano Matsunaga desapareceu em São Paulo. Dono da famosa marca ‘Yoki’, ele vivia com a esposa, Elize, e sua filha, que atualmente tem 10 anos de idade.

Contudo, o desenrolar do caso - que envolveu a descoberta de restos mortais numa estrada localizada em Cotia - acabou demonstrando que se tratava de algo ainda maior: o empresário havia sido assassinado e esquartejado pela própria Elize, que confessou o crime ao mesmo tempo em que relatou episódios abusivos.

Nove anos depois, a história por trás do crime bárbaro é recontada na série documental ‘Elize Matsunaga: Era uma vez um crime’, lançada pela grande plataforma de streaming Netflix na última semana.

A produção conta com a primeira entrevista de Elize, que foi condenada a 19 anos, 11 meses e um dia de prisão.

A produção mistura os seus depoimentos com relatos de advogados (tanto da família vítima, quanto de Elize), familiares da mandante do crime e também reproduz com maestria os momentos finais de Marcos e também o passado da criminosa.

O site Aventuras na História separou reações de internautas que já assistiram a produção.

Confira abaixo!